Brinquedos antigos que marcaram nossa infância

Os brinquedos antigos trazem momentos de integração entre pais e filhos, relembrar momentos da infância ao lado das crianças traz uma sensação bem gostosa. Confira uma a seguir uma lista de alguns brinquedos que nos trazem boas lembranças. O tempo passa, as lembranças ficam.

Tamagotchi

O objetivo era cuidar de um “bichinho virtual”, alimentar, dar carinho, brincar, e não o deixar ficar doente.

O Tamagotchi foi lançado em 1996 pela empresa japonesa Bandai. Se tornaram febre no Brasil no fim da década de 90, se tornando extremamente populares entre as crianças e até adolescentes, encontrado em diversas cores, formatos e nomes diferentes.

 Bonecos Power Rangers

Os bonecos dos Power Rangers, trocavam a cabeça. Ao apertar um botão na cintura de cada ranger ele trocava de cabeça, da cabeça de ranger para a cabeça humana. Quem nunca teve um desse…

Mola Maluca

Esse brinquedo era moda na década de 80 e 90 e muito comum nas lojas de R$ 1,99 pelo país. A criançada se divertia fazendo a mola cair de um degrau para o outro da escada.

 Pega-Peixe

 O brinquedo Pega-Peixe se popularizou muito no fim dos anos 80 e na década de 90. O objetivo era capturar o maior número de peixinhos dentro de um “lago” de plástico.
Na ponta das varinhas e na boca dos peixes haviam imãs, o laguinho rodava e um mecanismo fazia com que os peixes abrissem e fechassem a boca rapidamente, o que tornava o jogo mais emocionante.

Minis Craques Coca-Cola

Na Copa do Mundo de 1998, a Coca-Cola lança no Brasil a promoção “Mini Craques Coca-Cola”, que constava em miniaturas cabeçudas dos jogadores da seleção brasileira de futebol com suporte. Para adquirir os bonequinhos era necessário juntar 10 tampinhas de Coca-Cola e mais 2 reais por craque.

Geloucos

Os Geloucos foram um marco na década de 90. Lançados pela gigante Coca-Cola em 1997. Ao juntar 10 tampas metálicas ou 5 plásticas poderia ser trocado por 1 envelope contendo 2 Geloucos + 1 Card + 1 Adesivo ou 2 Geloucos + 1 Card.

 Autorama

O autorama, uma mini-pista de corrida com carrinhos movidos a pilha, foi produzido comercialmente pela primeira vez nos EUA em 1912 pela Lionel. O brinquedo chegou ao Brasil em 1963, pela loja Mobral Modelismo em São Paulo, que começou a importá-los. No ano seguinte a Estrela, licenciada pela Gilbert dos EUA, começou a produzi-los nacionalmente. O Autorama da Estrela foi um dos brinquedos mais desejados dos anos 70 e 80.

 Castelo de Greyskull

Não bastava ter os bonecos do He-Man, havia também o fascinante castelo de Greyskull para incrementar as aventuras. Esse castelo é um brinquedo muito interessante porque vinha com vários acessórios, armas, elevador e uma armadilha.

Turbo Video Driver
Era quase um videogame, só que sem ser eletrônico. O Turbo Video Driver da Tec Toy imita o painel de um carro com volante e até câmbio.

Cara Maluca

Para jogar você sorteia uma carta, gira o cronômetro e começa a montar as caras mais malucas antes de o tempo acabe, senão as peças “voam” em sua direção! Não utilizava pilhas, bastava dar corda e brincar.

Comandos em Ação

A primeira leva, com seis personagens, chegou às lojas do Brasil em 1984. Mas os Comandos em Ação viraram febre mesmo dois anos depois, quando a Rede Globo começou a exibir um desenho animado com os soldados, policiais, bombeiros e paramédicos do G.I. Joe (nome do original americano). Teve até um menino que foi ao “Porta da Esperança”, de Silvio Santos, pedir a coleção completa. E ganhou, para inveja de muita gente que assistiu ao programa.

Boca Rica

Consistia em enfiar moedas coloridas num cofre vermelho. Em dado momento, um mecanismo acionado aleatoriamente fazia a portinha se abrir, e o mais sortudo embolsava a “fortuna”.

Quebra Gelo

O Quebra Gelo foi um brinquedo lançado nos anos 80 pela Grow. O jogo consistia em um ringue de gelo, composto por um cubo maior (onde o urso ficava) e vários menores. E um martelinho. Você montava o ringue de acordo com a sua vontade, e aí começava a brincadeira. A idéia era ir martelando os cubos menores até o cubo maior se soltar. Quem derrubasse o urso, perdia.

Batalha Naval

Este foi um jogo que marcou a infância de muita gente nos anos 80. Um jogo muito divertido onde o objetivo era bombardear a frota de seu adversário e afunda-la antes que ele fizesse isto com a sua.

Pega Varetas

O pega varetas é um antigo jogo de destreza manual que consiste em várias varetas coloridas e uma vareta preta, e pode ser jogado por 2 a 6 jogadores. No início do jogo, o feixe de varetas é jogado ao acaso na mesa, para que os jogadores tentem pegá-las. No Brasil, o jogo é fabricado pela Estrela desde agosto de 1961 até os dias atuais.

Genius

Genius era um brinquedo muito popular na década de 1980 e que buscava estimular a memorização de cores e sons. Com um formato semelhante a um OVNI, possuía botões coloridos que emitiam sons harmônicos e se iluminavam em seqüência. Cabia aos jogadores repetir o processo sem errar.

Se você der um clássico desse para uma criança de hoje, ela talvez não ache muita graça, afinal, vivemos a era dos vídeo games ultra modernos. Já para a molecada dos anos 80… Ah, parecia coisa de outro mundo aquele disco colorido e barulhento.

Pequeno Arquiteto

Pequeno arquiteto foi um brinquedo muito comum na infância de muita gente. É um pouco diferente de outros brinquedos de montar blocos como o Lego, não tendo dentes para encaixar, as peças permitem pilhas que desafiam a gravidade. E por isso estimulava a coordenação motora da criançada.

Ioiô da Coca-Cola

O ioiô da Coca-Cola era febre entre os jovens e adolescentes nos 80. Quase todos tinham ou queriam tê-lo. Havia também nas versões Sprit, Fanta e Taí (o antigo Kuat), que são da empresa Coca-Cola também.

Para adquirir um, era preciso comprá-los ou colecionar uma determinada quantidade de tampinhas das garrafas dos refrigerantes e trocá-las em pontos de venda do refrigerante.

Cai Não Cai

O jogo é composto de um tubo de acrílico amarelo que é encaixado em uma base, também de acrílico, com um furo no final, onde se encaixa a base. No meio do tubo há diversos furos, onde são colocadas as varetas.

Depois de colocadas as varetas, são colocadas as bolinhas de gude, que ficam presas pelo emaranhado de varetas. Os jogadores vão retirando as varetas uma de cada vez, tentando evitar que as bolinhas caiam no fundo do tubo. Quem derrubar uma bolinha fica com ela até o final do jogo. O objetivo do jogo é retirar todas as varetas do tubo, ficando com o menor número de bolinhas.

Colossus

A caminhonete Colossus foi lançada pela Estrela no ano de 1985, Era uma caminhonete 4×4 de brinquedo bastante “agressiva” de controle remoto e media cerca de 43 cm de comprimento. Era muito desejada pelos meninos.

Aquaplay

Quem nunca teve um? Era só você encher com água aquele tubinho de acrílico até o nível correto e apertar os botõezinhos pra a diversão começar.

Vira Monstro Vira Herói

Quem teve uma infância feliz no final dos anos 80 e começo dos 90 sabe do que estou falando. Esse brinquedo super divertido da Estrela fazia nossa alegria por horas e horas, criando nossos vilões,  heróis ou a mistura de um pouco de cada.

O brinquedo consistia em uma moldura onde você escolhia três peças para compor uma figura (cabeça, tórax e pernas), cada peça com várias opções diferentes, botava uma folha em cima e rabiscava com um lápis que vinha com o brinquedo, e pronto, seu personagem estava formado.

Armatron

 Este brinquedo era muito interessante e super avançado para a época em que foi lançado (anos 80). As crianças se imaginavam manipulando materiais perigosos, como plutônio, explosivos, etc. Você também poderia usá-lo para pegar e torturar seus G.I. Joes. Ele tinha dois joysticks para mover e posicionar o braço.

Mini Coca-Cola

A mini Coca-Cola foi uma das ações promocionais mais populares da fabricante de refrigerante. Existia um certo tipo de mistério sobre qual tipo de líquido tinha lá dentro, alguns diziam ser veneno ou algum líquido perigoso, outros diziam ser xarope de cola.

Pula-Pirata

O Pula-Pirata foi lançado pela Estrela em 1978. Mas, nos Natais de boa parte da década seguinte foi um dos presentes que mais faziam sucesso. Encontrado até hoje nas lojas, o jogo de espetar a espada e torcer para o pirata não pular ganhou versões tecnológicas e virtuais. Como o Pop-up Pirate para Nintendo Wii.

Pega Pulga

Objetivo do jogo era caçar pulgas que infestam o colchão. Você tinha que pegar todas suas pulgas antes de seus concorrentes. Tudo isso com apenas uma pinça. Era muito divertido.

Cubo Mágico (Cubo de Rubik)

Criado em 1974 pelo húngaro Ernõ Rubik, o quebra-cabeça colorido despontou aqui no Brasil na década seguinte. O misto de sentimentos tão contraditórios deve-se ao desafio do brinquedo: organizar as laterais do poliedro de seis lados de modo que cada face reunisse apenas quadradinhos da mesma cor. O problema é que, quando se conseguia arrumar uma delas, a outra ficava bagunçada. Era tão complicado que dezenas de livros com instruções chegaram às prateleiras na época.

Traço Mágico

Toda criança que nasceu nos anos 80 e 90 provavelmente já brincou com ele pelo menos uma vez. Tratava-se de um brinquedo com uma tela cinza e dois botões que você mexia e ia fazendo desenhos.

Ferrorama

O ferrorama foi um brinquedo que fez muito sucesso entre as crianças na década de 1980 e foi muito vendido no Brasil.

A paixão pelo Ferrorama é tamanha que, em 2010 a Estrela prometeu que lançaria uma nova versão com uma condição: os fãs teriam que fazer a locomotiva percorrer os 20 quilômetros finais do Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha, usando 110 metros de trilhos enquanto o trenzinho corria, era preciso retirar trechos do início do trajeto e encaixar no final para evitar que a máquina descarrilhasse. O desafio foi cumprido.

Cara a Cara

Cara a Cara foi um jogo de tabuleiro lançado em 1986 pela empresa Estrela, baseado no jogo Guess Who?, criado em 1979 e fabricado pela Milton Bradley Company (adquirida pela Hasbro em 1984).

O jogo admite dois jogadores ou dois grupos de jogadores, que têm um conjunto com 24 retratos diferentes. Sorteia-se uma carta para cada um e, por meio de perguntas, deve-se adivinhar a “carinha” que coube ao adversário.

Boneco He-Man

Originalmente, junto com cada boneco da linha Masters of Universe vinha um mini-gibi. Nesta versão boneco, He-man tinha uma espada, um machado, e também um escudo.

Playmobil

Playmobil é uma linha de brinquedos criada por Hans Beck (1929 – 2009) em 1974 e vendida mundialmente a partir de 1975. A linha consiste em pequenos bonecos com algumas partes móveis e uma série de objetos, veículos, animais e outros elementos com os quais esses bonecos irão se integrar compondo uma série de cenários, sempre dentro de uma temática específica.

Pogobol

Com desenho parecido com o planeta Saturno, era feito de uma bola de borracha e um aro de plástico. Objeto de desejo de muitas crianças, o “Pogobol” era um brinquedo criativo e divertido para ficar pulando por aí.

Vai-Vem

O vai-vem era um brinquedo que não tinha muito objetivo, basicamente ia de um lado para o outro, mas era muito divertido. O vai-vem existe até hoje. Dá pra ficar horas brincando e se divertindo. Mas haja braço pra aguentar tanto exercício.

Cão Xereta

Você puxava a cordinha e ele ia te seguindo e farejando. O “Cão Xereta” era perfeito para brincar de detetive.

Soldadinhos de plástico

Os antigos soldadinhos verdes de plástico fizeram parte da infância de muito marmanjo de hoje em dia. Não existia nenhuma regra para brincar com eles, bastava ter imaginação.

Ar-Tur

Era um robô com controle remoto antigo fabricado pela Estrela nos Anos 80. Ar-Tur foi um dos maiores clássicos dos anos 80, sonho de consumo da maioria dos garotos da época.

Dancing Flower

Ligue a música e veja a flor rebolar: a “Dancing Flower” traduzia sons em danças curiosas.

Mão Biônica

Além de poder brincar e pertubar os amigos com a Mão Biônica, você também podia coçar as costas. A mão abria e fechava quando acionado uma espácie de macânismo.

Meu Primeiro Gradiente

Lançado em 1989, este minigravador colorido fez a criançada soltar o gogó no microfone numa espécie de ‘karaokê antigo’.

Boneco Fofão

O personagem brasileiro de programas infantis também ganhou versão em brinquedo com um boneco bem grande.

Muitas conspirações envolvem este boneco porque ele foi lançado na época que sairam os filmes do Chucky e suas vestimentas são parecidas ao do boneco. Muitos diziam que havia um punhal dentro do boneco, bastava arrancar a cabeça que ele saia.

Um jornal na época disse que havia um tipo de mágia negra envolvendo os bonecos!

Pense Bem

Pense bem é um dispositivo (visualmente parecido com um notebook) que faz perguntas sobre vários temas, como história, geografia e matemática. Em seguida, o usuário aperta a tecla que representa a alternativa que ele crê que seja a correta e, na seqüencia, o brinquedo informa se a resposta está certa ou não.

Lego

O Lego é um brinquedo (um dos mais clássicos) cujo conceito se baseia em partes que se encaixam permitindo inúmeras combinações.

Criado pelo dinamarquês Ole Kirk Christiansen, é fabricado em escala industrial em plástico injetado desde meados da década de 1950, popularizando-se em todo o mundo desde então.

War

War (baseado no jogo americano Risk) é um jogo de tabuleiro, lançado no Brasil pela Grow em 1972.

O jogo é disputado com um mapa do mundo dividido em 6 regiões (Europa, Ásia, África, América do Norte, América do Sul e Oceania). Cada jogador recebe uma carta com um determinado objetivo e quem completar primeiro o seu e declará-lo cumprido é o vencedor.

Uma partida pode durar várias horas, com disputas, regidas pela estratégia dos jogadores e pela sorte lançada pelos dados.

Banco Imobiliário

Talvez o jogo de tabuleiro mais supervalorizado da história.

Monopoly ou Banco Imobiliário é um dos jogos de tabuleiro mais populares do mundo, em que propriedades como bairro, casas, hotéis, empresas são compradas e vendidas, em que uns jogadores ficam “ricos” e outros vão à falência.

Boneco Falcon

Falcon foi uma série de action figures fabricada sob licença da Hasbro, inspirada na franquia GI JOE, publicada primeira fez pela Estrela em 1977. O bonecos eram musculosos e tinham a marca característica de uma cicatriz no rosto.

Fontes: Brinquedos Antigos / Uol Crianças / Veja SP / Bol Fotos / Coisas Olds / Wikipédia / Google

Os programas mais antigos da televisão brasileira que ainda estão no ar

Sabe aqueles programa de TV com os quais a gente está tão acostumado que parece que são parte do dia a dia? Aquele que você sabe que só passa no domingo ou que já está na hora de dormir porque ele começou? Acredite: alguns deles nasceram antes mesmo dos nossos pais e rodaram por várias emissoras até chegar onde estão. Aqui está a lista dos programas mais antigos da TV brasileira que ainda estão no ar.

Programa Silvio Santos
Exibido desde 1962, na TV Paulista, até hoje, no SBT.

Silvio Santos começou na TV Paulista, uma emissora local que foi comprada pela Globo em 1965. Fez sucesso e, em 1969 chegou a atingir 89 pontos de audiência. Já chegou a ter 10 horas de duração e tinha como um de seus concorrentes o programa da Hebe Camargo.  Mas a bagunça do programa estava incompatível com os padrões da Globo, o que foi causa de tensões na emissora. Em 1975, o Silvio Santos conseguiu o canal 11 do Rio de Janeiro e criou a TVS que viraria o SBT em 1981. Mas o programa continuou a ser transmitido em rede nacional pela Record até 1987. Durante todo esse tempo, Silvio Santos apresentou vários quadros diferentes e polêmicos no programa. Uma das primeiras pegadinhas que mostrou (ele foi o responsável por introduzir esse tipo de atração no Brasil) causou uma séria briga conjugal e foi interrompida pela metade. Nela, um ator casado paquerou uma modelo contratada pelo programa enquanto sua esposa via a cena do palco, furiosa.

Jornal Nacional
Exibido desde 1 de setembro de 1969, na rede Globo, até hoje.

Primeiro programa a ser transmitido em rede nacional, o Jornal nacional ajudou a Rede Globo a assumir a liderança absoluta de audiência. Sua edição inaugural foi apresentada por Hilton Gomes e Cid Moreira no dia 1º de setembro de 1969. O casal William Bonner e Fátima Bernardes começou a comandar o jornal há pouco, em 1998. Até os anos 70, o Jornal Nacional era transmitido entre 19h45 e 19h50, mudando para o horário atual (às 20h15) no fim dos anos 90. Segundo a emissora, a alteração procurava adaptar a atração às mudanças na rotina dos brasileiros, que passaram a gastar mais tempo para voltar para casa do trabalho.

Fantástico
Exibido desde 5 de Agosto de 1973, na rede Globo, até hoje.

A revista eletrônica dominical da Globo foi criada em 1973 por José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, de quem é a letra da música de abertura. O novelista Manoel Carlos foi diretor do programa entre 1973 e 1975. Nessa época, Cid Moreira e Sérgio Chapelin eram os apresentadores, junto com artistas da Globo, que se revezavam a cada domingo. A atração teve vários quadros ao longo dos anos, alguns dos quais se tornando programas independentes, como o Profissão Repórter. Quem não ficava aterrorizado com as reportagens sobre extraterrestres e chupa-cabras que eram apresentadas regularmente no final dos anos 90 que atire a primeira pedra. E quem não lembra das vinhetas de abertura dançantes que ele já teve?

Programa da Hebe
Exibido desde 4 de março de 1986 até dezembro de 2010, no SBT e a partir de março de 2011, na Rede TV.

Hebe Camargo participou da TV no lançamento da primeira emissora do Brasil e da América Latina, a TV Tupi. No primeiro dia de transmissões, em 1950, ela deveria cantar o “Hino da Televisão”, mas não foi porque disse estar doente. Depois disso, ela teve participação em outros programas, mas sua estreia como apresentadora foi em 1955 no primeiro programa feminino da TV brasileira, chamado O Mundo é das Mulheres. Em 10 de abril de 1966, Hebe estreou seu programa dominical na TV Record e foi aí que sua carreira de entrevistadora se consolidou. Ela se tornou líder absoluta de audiência e nessa época trabalhava com o músico Caçulinha. Em 1986 foi para o SBT, onde apresentou três programas: Hebe, Hebe por Elas e Fora do Ar.

Domingão do Faustão
Exibido desde 26 de março de 1989 até hoje, na Rede Globo.

O Domingão foi criado para competir com o Programa Silvio Santos, até então líder de audiência nas tardes de domingo e atingiu o objetivo logo. O programa de auditório já teve vários quadros que marcaram os nossos domingos, como as Olimpíadas do Faustão e Sexolândia. As duas primeiras aberturas do programa ficaram na memória de muita gente. A primeira, de 89, mostrava vários objetos saindo da boca do apresentador. A segunda, de 91, trazia uma versão gigante do Faustão saindo dos estúdios da Globo no Rio de Janeiro e andando pelo Brasil.

E o programa mais antigo do mundo:
Meet the Press
Exibido desde 6 de novembro de 1947 até hoje, na NBC (EUA)

O mais tradicional programa americano das manhãs de domingo já foi ao ar mais de 5.000 vezes. Apresentado desde 2008 pelo jornalista David Gregory, o talk show traz entrevistas com os líderes nacionais em questões de política, economia, política externa e outros assuntos públicos.

Via: Super